Buscar

Monitores Cardíacos

Produtos encontrados:21

Comparar

Clique em "Comparar" para exibir a comparação: produto(s) selecionado(s)

Adicionar

Produto(s) selecionado(s) para adicionar à Lista de Casamento.

Comparar

Clique em "Comparar" para exibir a comparação: produto(s) selecionado(s)

Monitores cardíacos: instrumentos para cuidar de sua saúde

  • Itens que melhoram o rendimento e que previnem contra prejuízos durante a prática de exercícios

    Na hora do treino, um pequeno aparelho pode fazer toda a diferença. É o caso do monitor cardíaco, também chamado de frequencímetro, que mede e controla os batimentos do coração. Outra de suas funções envolve o monitoramento dos exercícios, que gera dados importantes para melhorar o desempenho físico. Com isso, o equipamento auxilia para que o corpo não seja sobrecarregado.

    Exercite-se com segurança e tranquilidade

    Os monitores cardíacos são úteis não apenas para atletas, mas para qualquer indivíduo que pratica atividades físicas cardiorrespiratórias, já que é por meio da frequência cardíaca que a pessoa sabe se está fazendo exercícios que exigem um esforço além de sua capacidade. Dessa forma, problemas de saúde ocasionados por um treinamento inadequado podem ser evitados. Por outro lado, caso o aparelho mostre que é possível continuar a realizar mais treinos, há o benefício de poder intensificar o ritmo e aprimorar as séries de exercícios.

    Funcionamento

    Entre os modelos disponíveis, está o de cinta peitoral, que é muito eficaz e à prova d’água, podendo ser utilizado em atividades na piscina, no mar e na chuva. Colocada na região torácica, a cinta coleta as informações do corpo e as transmite para o receptor – geralmente um relógio de pulso –, que registra os batimentos cardíacos por minuto.

    Existem monitores com variadas funções opcionais, que operam também com cronômetro, sensor de velocidade e distância e exibição de diversos dados, como a quantidade de calorias gastas, o percentual de gordura consumida, o tempo de recuperação e o consumo de oxigênio. Alguns desses aparelhos têm ainda a capacidade de armazenar os registros e transferi-los para o computador.

    Como saber se estou no ritmo certo?

    Calcular a frequência cardíaca máxima é bastante simples, basta seguir uma fórmula: pegue o valor 220 e subtraia daí a sua idade – um homem de 30 anos, por exemplo, tem FCM de 190 batimentos por minuto. A partir dessa medida, é possível realizar muitos outros cálculos que auxiliam a prática saudável de exercícios e a descoberta das zonas de treinamento – sendo elas a baixa ou moderada (de 50 a 60% da FCM), a aeróbica (de 70 a 80% da FCM) e a alta ou máxima (de 90 a 100% da FCM).

    Suporte para alcançar as metas com saúde

    Conhecer essas zonas é essencial para alcançar os objetivos das atividades físicas. Quem procura perder peso, por exemplo, deve conhecer a intensidade necessária dos exercícios para que consiga emagrecer. Se não há um monitoramento, o risco de fazer esforço demais ou de menos é maior, o que pode comprometer a saúde.

    Esse é o caso também de quem sofre de problemas do coração: o monitor cardíaco é um item indispensável, já que alerta quando os limites aceitáveis estão sendo ultrapassados. Já para aqueles que malham pesado a fim de aumentar sua massa muscular, a medição feita pelo aparelho auxilia para que se faça um treino preciso e se chegue ao efeito desejado sem perder o vigor.

Buscar