Buscar

Grades de Segurança

Protetores para bebês garantem segurança em casa e nas viagens

A maior parte dos acidentes envolvendo bebês e crianças acontecem dentro de casa. Portas, mesas, sofás, armários, camas e tomadas podem se tornar uma verdadeira armadilha quando há crianças no ambiente sem supervisão. Para garantir mais tranquilidade para os pais e segurança para as crianças, existem diversas opções de acessórios de proteção, que podem ser instalados na casa inteira, evitando que as crianças batam a cabeça, se aproximem da cozinha ou tenham acesso a produtos nocivos à saúde, evitando traumas e intoxicações. Esses produtos, normalmente, são indicados para proteger bebês a partir dos sete meses, idade em que começam a andar e ficam mais expostos aos riscos.

Produtos encontrados:34

Comparar

Clique em "Marque e compare com outros produtos" para exibir comparação: produto(s) selecionado(s)

Adicionar

Produto(s) selecionado(s) para adicionar à Lista de Casamento.

Comparar

Clique em "Marque e compare com outros produtos" para exibir comparação: produto(s) selecionado(s)

Acessórios podem evitar lesões, fraturas e acesso a produtos perigosos

  • Dentro de casa

    As grades de segurança evitam quedas e o acesso a locais que possam trazer riscos. As grades de cama costumam ter uma estrutura de metal com encaixe embaixo do colchão e bloqueiam qualquer tentativa do bebê rolar para o lado e cair. A estrutura é envolvida com tecido das mais variadas cores e desenhos para combinar com a decoração. Também há as versões em madeira, mas, nesse caso, a grade é fixada no estrado da cama. Já as grades de segurança podem ser instaladas em portas para evitar acesso a locais que oferecem perigo, como a cozinha e escadas. Essas grades feitas de aço, que possuem uma portinha no centro, são muito resistentes.

    A instalação também é simples, já que a maioria dos modelos são presos aos batentes sob pressão, sem necessidade de furar a parede. Alguns produtos também acompanham extensores para preencher as lacunas entre a grade e a parede.

  • Travas e protetores

    Atualmente existem produtos capazes de proteger a criança de qualquer risco. Para os cantos de mesa, cadeira, aparadores, balcões e gavetas as opções são muitas. Há protetores feitos de diversos materiais como plástico, silicone, PVC ou espuma e que podem ser apenas encaixados ou aderidos por meio de fitas autocolantes. Para evitar o acesso das crianças aos armários, também existem opções de fácil adaptação, como as travas. A maior parte destes produtos se ajusta a todos os tipos de trincos, maçanetas e puxadores, evitando o acesso de crianças a produtos de limpeza e outros objetos perigosos.

    Existem ainda modelos multiuso que protegem armários, portas de geladeira ou no tampo do vaso sanitário. Bordas mais agudas de móveis também podem receber os protetores de quina, ideais para estantes e mobília mais baixa. Alguns modelos costumam ser transparentes para não interferir no visual do ambiente. Outras inimigas da segurança dentro de casa são as tomadas. Como ficam sempre próximas ao rodapé estão ao alcance de qualquer criança e devem ser protegidas. Os modelos de protetores para tomadas costumam ser de plástico ou polipropileno, para formatos redondos e retangulares e, impedem que os pequenos tomem choques.

  • No carro

    Os protetores de pescoço, junto com a cadeirinha e o cinto de segurança, são fundamentais para transportar as crianças de carro, principalmente nas viagens. Esses produtos, feitos geralmente de algodão e poliéster, envolvem a parte de trás e as laterais do pescoço e são muito macios.

    Além de deixar o pescoço mais confortável, esse acessório deixa a criança mais firme na cadeirinha protegendo contra deslocamentos repentinos. Há modelos mais simples, com cores lisas, e versões mais coloridas e divertidas, como com carinhas de bichos, e até com algumas funcionalidades, como prendedor de chupetas.

Buscar