Buscar

Medidores de Pressão

Medidores de pressão facilitam diagnósticos rápidos

A pressão alta – ou hipertensão – é um mal silencioso que, na maioria das vezes, só é detectado em exames de rotina. Ela, que é responsável por afetar grande parte da população, pode causar doenças graves, como o infarto, a arteriosclerose, a insuficiência cardíaca, a angina, o Acidente Vascular Cerebral (o AVC), entre outras. Por isso, ter um medidor de pressão arterial portátil em casa permite o monitoramento frequente da pressão sanguínea e previne males que, se não detectados a tempo, podem ser letais. Atualmente há uma grande variedade desses equipamentos disponíveis no mercado e eles são de fácil utilização e com resultados rápidos e seguros.

Produtos encontrados:19

Comparar

Clique em "Marque e compare com outros produtos" para exibir comparação: produto(s) selecionado(s)

Adicionar

Produto(s) selecionado(s) para adicionar à Lista de Casamento.

Comparar

Clique em "Marque e compare com outros produtos" para exibir comparação: produto(s) selecionado(s)

Identificação ágil de problemas com a pressão pode prevenir doenças graves

  • Tipos de Medidores

    Normalmente os únicos locais onde há disponibilidade para medir a pressão arterial são os consultórios médicos, hospitais e centros de saúde. Para quem precisa checar a pressão diariamente ou em períodos de tempo com intervalos curtos, comparecer a esses locais com muita frequência chega a ser um grande transtorno. Com um medidor, é possível checar a pressão e aferi-la em diversos momentos do dia sem sair de casa. Se a medição acusar alguma alteração, o socorro pode ser feito rapidamente, evitando maiores riscos e sequelas. Além disso, os monitores são pequenos, fáceis de guardar e podem ser transportados para qualquer lugar com facilidade.

    Existem três categorias diferentes de monitores de pressão: automático, semiautomático e manual. Todos os modelos medem a pressão arterial (pressão exercida pelo sangue nas paredes das artérias), sistólica e diastólica, além da frequência cardíaca. A sístole é a pressão exercida pelo sangue quando bombeado para fora do coração e a diástole é o movimento que permite ao órgão ficar cheio de sangue.

    Os medidores de pressão automáticos costumam ser muito simples e práticos de usar. Eles contam com uma braçadeira para ser envolvida no pulso e fechada com velcro. Em algumas versões, a braçadeira é unida ao aparelho e, em outras, é separada. Para utilizar, basta ligar o monitor, que infla a braçadeira sozinho e, ao final do processo, apresenta os resultados no display digital.

    Já os semiautomáticos se diferenciam porque possuem a pera, a bombinha para inflar a braçadeira. O aparelho é inflado manualmente e desinfla sozinho, exibindo os resultados automaticamente. Modelos automáticos e semiautomáticos, além de indicarem a pressão, também podem acusar possíveis arritmias. Há, ainda, as versões com memória, que armazenam os últimos resultados para comparações. Os medidores manuais são aqueles vistos nos consultórios médicos e hospitais. Para aferir a pressão com esses aparelhos, o usuário deve inflar a braçadeira com a pera e soltar o ar aos poucos. Quanto ao estetoscópio, é preciso ficar atento quando os batimentos se iniciam, verificar o número no visor e olhar novamente quando terminam, gerando o resultado da pressão. Seja um modelo mais tradicional ou sofisticado, o medidor de pressão é um aliado da prevenção e deve fazer parte do dia a dia de quem deseja acompanhar a saúde bem de perto e com segurança.

Buscar