Buscar

Micro System

Conheça os diferentes tipos de aparelhos de som

Para quem gosta de música, o mercado oferece atualmente várias opções de aparelhos que reproduzem diferentes tipos de mídias, desde os antigos discos de vinil, aos CDs e arquivos digitais, entre outros. A escolha do aparelho ideal varia de acordo com a necessidade de cada consumidor. Leve em consideração alguns pontos, como o tipo de mídia a ser executado, a potência do som, o tamanho do produto, os recursos disponíveis, entre outros. Leia mais.

Produtos encontrados:1

Comparar

Clique em "Marque e compare com outros produtos" para exibir comparação: produto(s) selecionado(s)

Adicionar

Produto(s) selecionado(s) para adicionar à Lista de Casamento.

Comparar

Clique em "Marque e compare com outros produtos" para exibir comparação: produto(s) selecionado(s)

Mais informações sobre aparelhos de som

  • Mini/Micro System

    Eles são compostos geralmente por duas caixas de som e o centro de mídia. Uma curiosidade: para ser considerado um mini ou micro system, o aparelho deve ser capaz de aceitar pelo menos dois tipos de mídia. Quando ganharam popularidade, Mini/Micro System costumavam reproduzir fitas-cassetes, CDs e sintonizavam rádios AM e FM. Já os mais modernos contam também com entrada USB e leitor para cartões, sendo que vários deles já não apresentam mais o toca-fitas.

  • Dock Station

    São os dispositivos mais modernos do mercado. O dock station atua como uma base na qual é possível acoplar MP3 Players e similares (muito populares entre os usuários de produtos Apple como o iPod e iPhone), com a finalidade de reproduzir o som com mais potência e oferecer outras funções e recursos de áudio.

  • Som Portátil

    Outro tipo muito comum no mercado. A principal característica de um som portátil é a praticidade: esses aparelhos geralmente são pequenos, podendo ser carregados para qualquer lugar, e alguns vêm ainda com alça para facilitar o transporte. A maioria dos modelos é capaz de reproduzir CDs, fitas-cassetes e sintonizar estações de rádio FM e AM, e os modelos mais modernos têm também entrada USB e leitor de cartões de memória.

  • Toca-discos

    Deixado de lado nas últimas décadas, o toca-discos começou a ganhar força na última década, com o renascimento dos discos de vinil. Muitos músicos e apaixonados pela música afirmam que é a melhor forma de se ouvir um álbum, pois o som pode ser ouvido com mais clareza, sem interferências de efeitos ou edição. Alguns fabricantes, de olho nessa tendência, voltaram a produzir aparelhos com essa função. Mas os bons toca-discos ainda podem ser encontrados em lojas de antiguidades ou sebos.

  • Despertadores e rádios-relógios

    Despertadores e rádios-relógios são utilizados por muitas pessoas simplesmente como alarme para acordar. Entretanto, o mercado oferece opções interessantes, que podem reproduzir CDs e até arquivos em MP3, e é possível também usar uma música como toque de despertar.

  • Caixas Acústicas

    Também conhecidas como caixas de som ou caixas amplificadoras, as caixas acústicas são utilizados para ampliar a potência de um aparelho e dar mais qualidade ao som. Elas também impedem a mistura das ondas sonoras dianteiras e traseiras emitidas pelos alto-falantes, que causam interferência destrutiva e, consequentemente, anulam o som. Os 3 tipos mais comuns são:

    Selada

    Se caracterizam pelo isolamento total da massa de ar traseira do falante em relação à da dianteira. Esse tipo tem um tempo de resposta rápido que resulta em graves precisos e rápidos.

    Dutada

    Sua forma lembra um duto de ar por onde o som é propagado. Esse tipo é muito utilizado para a reprodução de sub-graves.

    Passa-banda

    Reproduz somente uma faixa de frequência, e é o tipo usado em automóveis.

Buscar